pequena [e real] história sobre a excentricidade

[Paris, século passado]. Em suas viagens, a precavida dona de casa de origem burguesa Marguerite Moreau-Chaslon levava o próprio caixão, para o caso de qualquer eventualidade.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s