o acelerador de pessoas

Olha que coisa: a pesquisadora Karin Knorr Cetina, professora de sociologia do conhecimento da Universidade de Konstanz, na Alemanha, passou 30 anos observando os pesquisadores do laboratório suíço que abriga o acelerador de partículas LHC, numa espécie de estudo etnológico da tribo dos físicos, seus usos e costumes, suas noções de carreira, prestígio e autoria e seus modos de produção do conhecimento. Descobriu que a maior máquina construída pelos homens em todos os tempos com o objetivo pouco modesto de revelar aos físicos os segredos íntimos da matéria é, também, o maior laboratório humano da história da ciência moderna. Para Cetina, o LHC, além de ter revolucionado a ciência, também mudou, e muito, o modo como os cientistas produzem seu conhecimento – antes individual e repleto de vaidades, agora coletivo e necessariamente colaborativo.

Aqui tem uma entrevista com ela, publicada pela Folha deste domingo. Aqui tem um texto sobre o acelerador de partículas e os mistérios do planeta, que escrevi no início de abril.

Anúncios

5 comentários sobre “o acelerador de pessoas

  1. concordo com vc e com gil. “se eu sou algo incompreensível, meu deus é mais”. Há coisas que não temos mesmo que descobrir. A graça do mundo está nos segredos que não conseguimos desvendar.
    bjs ana!

  2. Baita coincidência ler esse texto aqui…

    Na madrugada de hoje estive justamente vendo os dois primeiros episódios da série “O Universo de Stephen Hawking”, e o acelerador de partículas recebeu (claro) atenção especial.

    E, como não podia deixar de ser, as viagens no tempo me fascinaram como sempre.

    Bj, moça.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s